O Que é Neopaganismo

O Que é Neopaganismo

Portal a&e O Que é Neopaganismo     

       

Um movimento religioso/espiritualista/ecológico que vem crescendo consideravelmente nos últimos anos por todo o mundo, e principalmente nos Estados Unidos. Com certeza você já tem uma idéia fundamentada sobre a palavra. Se vieram à sua cabeça expressões como “não batizado”, “satanista”, e “anti-Cristo”, isto é sinal de que você chegou aqui na hora certa. Esqueça todos esses conceitos da aula de Crisma…a palavra Pagão vem do latim Paganus, que quer dizer “aquele que vive no campo”, ou “aquele que vive do campo”. Chamamos de povos Pagãos, aqueles que na Antigüidade tinham nos campos e plantações seu sustento, a base de sua vida. A Terra era, portanto, sagrada para eles. Toda a sua cultura e religião girava em torno da Natureza: a época das colheitas, as estações, os Solstícios, etc. Muitos dos povos Pagãos eram politeístas, atribuindo aos deuses, faces da Natureza com que conviviam. Assim, havia o deus do Sol, a deusa da Lua. o deus da caça, a deusa da fertilidade, etc. Foram Pagãos os povos Gregos, Romanos e Celtas, por exemplo. Uma característica muito marcante da religião Pagã é a existência de deuses e deusas, às vezes com igual poder, e muitas vezes tendo-se a figura feminina como dominante. Tomemos os povos Celtas por exemplo. Antes de serem influenciados pelo Cristianismo, sua cultura era totalmente matriarcal. As cerimônias religiosas eram conduzidas por sacerdotisas, a medicina era praticada pelas curandeiras, as decisões tomadas pelas Sonhadoras, e o deus não passava do Consorte da Deusa, a Grande Mãe. Como religião, o Paganismo busca, portanto, o equilíbrio, o casamento perfeito entre masculino e feminino, tanto no mundo exterior como dentro de cada indivíduo. O Neopaganismo busca reviver o modo de vida desses povos. Paganismo porque retoma suas crenças a práticas, e Neo, porque tem que se adaptar ao novo modo de produção Capitalista, e muitas vezes à vida urbana. Milhares de pessoas em todo o mundo passam a olhar para a Lua de uma maneira diferente, e a celebrar as estações mais uma vez. As árvores voltam a ser sagradas, e as fogueiras da Primavera são reacesas. Ser Neopagão é estar  na Terra, e tê-la  dentro de si  mesmo.”

Let the Truth be Heard “We are not evil. We don’t harm or seduce people. We are not dangerous. We are ordinary people like you. We have families, jobs, hopes, and dreams. We are not a cult. This religion is not a joke. We are not what you think we are from looking at T.V. We are real. We laugh, we cry. We are serious. We have a sense of humor. You don’t have to be afraid of us. We don’t want to convert you. And please don’t try to convert us .Just give us the same right we give you – to live in peace. We are much more similar to you than you think.

-Margot Adler-Religiões Neopagãs

Há hoje no mundo um número razoavelmente grande de religiões Neopagãs, sendo uma   a denominada Wicca. Wicca corresponde a Bruxaria, a Arte dos Sábios, ou simplesmente A Arte (The Craft). A palavra Wicca vem do Inglês arcaico, e quer dizer Pessoa Sábia (Wise One).Bruxos e Bruxas no mundo todo tornam-se cada vez mais evidentes, e saem do ‘armário das vassouras’ cada vez com mais  freqüência e facilidade. O principal lema da Bruxaria é ‘An it Harms None, Do as You Will, ou seja, desde que não prejudiques ninguém, faças como quiseres. Nós da bruxaria, praticamos magia, através de feitiços e rituais, que variam de acordo com a tradição.

Algumas tradições da Bruxaria são:

Gardnerian Wicca- Tradição que data de 1954 aproximadamente, fundada por Geral Gardner, um dos primeiros Wiccanianos a se revelarem no mundo. É uma tradição ortodoxa e secretiva. Seus rituais são sempre realizados com as pessoas nuas.

Faery Wicca – Tradição relativamente nova, que busca contato com o povo das fadas, e utiliza-se de familiares nos rituais. É uma tradição muito bela, com alguma influência céltica e vários traços de Xamanismo.

Stregha – Bruxaria italiana. Não conheço muito sobre esta tradição, contribuições serão bem vindas. Há uma infinidade de outras tradições (Celtic, Cabot, Alexandrian, Dianic, etc.) e seria impossível listar todas aqui.

Outras religiões pagãs são: Asatru, Xamanismo, etc.

A Caça às Bruxas – 1450 – 1750

… milhares mortos em nome de Deus. Nunca será esquecido… não pode ser esquecido … nunca mais

O tempo das fogueiras

Após a Igreja Católica ter sido formada e haver adquirido poder, os costumes dos Pagãos foram vistos como uma ameaça ao sistema religioso recentemente estabelecido e a adoração dos Deuses da religião Antiga, foi banida. Os antigos festivais foram superados pelos novos feriados religiosos da Igreja, e os antigos Deuses da Natureza e da Fertilidade, transformados em terríveis e maléficos demônios e diabos. A igreja patriarcal chegou até a transformar várias Deusas pagãs em diabosmasculinos e maus, não somente para corromper deidades da Religião Antiga, como, também para apagar o fato de o aspecto feminino ter sido objeto de adoração. No ano de 1233, o Papa Gregório IX, instituiu o Tribunal Católico Romano, conhecido como Inquisição, numa tentativa de terminarcom a heresia. Em 1320, a Igreja (a pedido do Papa João XXIII) declarou oficialmente que a Bruxaria, e a Antiga Religião dos Pagãos constituíam um movimento e uma “ameaça hostil” aoCristianismo. Os bruxos tornaram-se heréticos e a perseguição contra todos os Pagãos, espalhou-se como fogo selvagem por toda a Europa. É interessante notar que, antes de uma pessoa ser considerada herética, ela tem, primeiro, que ser cristã, e os Pagãos nunca foram cristãos. Eles sempre foram Pagãos. Os Bruxos (junto com um número incalculável de homens, mulheres e crianças inocentes, que não eram Bruxos), foram perseguidos, brutalmente torturados, por vezes violados sexualmente ou molestados, e, então, executados pelas autoridades sádicas, sedentas de sangue da Igreja, que ensinavam que seu Deus era um Deus de amor e compaixão. A Bruxaria na Inglaterra tornou-se uma ofensa ilegal no ano de 1541, e, em 1604, foi adotada uma Lei que decretou a pena capital para os Bruxos e Pagãos. Quarenta anos mais tarde, as 13 colônias na América do Norte, decretaram também a pena de morte para o “crime de bruxaria”. No final do século XVII, os seguidores que permaneciam leais à Religião Antiga, viviam escondidos, e a Bruxaria tornou-se uma Religião subterrânea secreta após uma estimativa de um milhão de pessoas ter sido levados à morte na Europa e mais de trinta condenados em Salem, Massachusetts, em nome do cristianismo. Embora os infames julgamentos das Bruxas de Salem, em1692, sejam os mais conhecidos e bem documentados na história dos Estados Unidos da América, o primeiro enforcamento de um Bruxo na Nova Inglaterra realmente aconteceu em Connecticut, em1647, 45 anos antes que a história contra a Bruxaria se abatesse na Vila de Salem. Ocorreram outras execuções pré-Salem, em Providence, Rhode Island, em 1622.O método mais popular de extermínio dos Bruxos na Nova Inglaterra era a forca. Na Europa,, a fogueira. Outros métodos incluíam a prensagem até a morte, o afogamento, a decapitação e o esquartejamento. Durante 260 anos, após a última execução de um Bruxo, os seguidores da Religião Antiga mantiveram suas práticas pagãs ocultas nas sombras do segredo e, somente após as Leis contra a Bruxaria terem sido finalmente revogadas na Inglaterra, foi que os Bruxos e Pagãos, em 1951, oficialmente saíram do quarto das vassouras.

A Bruxaria Moderna ou Neo-Paganismo

Muita coisa anda sendo dita sobre o paganismo. Porém, muitas dúvidas começaram a surgir e muita confusão vem sendo feita. Mas, afinal, o que é Bruxaria?Bruxaria é uma Religião positiva, que busca o equilíbrio dos opostos e a harmonia entre o Homem e a Natureza. Para grande surpresa da maioria, não adoramos o diabo – alias, nem se quer acreditamos nele.

O bruxo crê em duas Deidades principais: A Grande Mãe, criadora de todas as coisas, princípio feminino de poder, representada pela Lua; e o Deus Cornífero, o grande Pai, semeador da Vida e senhor da Morte, representado pelo Sol, o princípio masculino. Este Deus, foi difamado pela Igreja Católica, que deu a sua aparência um significado maligno – Os Chifres do Deus não representam o Mal. Por outro lado, representam o Natural e o animal. Na Natureza, os chifres são como “coroas”: Os animais fortes e viris são dotado com grandes e belos chifres. Nossos Deuses são carnais, sexuais, puros e sábios. Eles não negam a sexualidade; ao contrário, a glorificam como Sagrada – pois é graças a ela que tudo de concebe, que tudo se cria.

O Sexo na Bruxaria é sinal é força e magia, não de pecado e sujeira. Estes Deuses não vivem num Céu distante, ditando regras inflexíveis a serem cumpridas por nós, “seres inferiores”. Eles estão aqui entre nós, junto a nós e (principalmente) dentro de nós. Precisam de nós para manter o Equilíbrio Natural; não somos subordinados a eles, somos realmente seus filhos.

 

Portal a&e«« Voltar ao tema: Wicca |

(Visited 1.054 times, 1 visits today)
Partilhe, recomende e vote neste artigo
Artigos relacionados